Influencer digital: seja estratégico na hora de escolher para a sua empresa

Influencer digital: seja estratégico na hora de escolher para a sua empresa

De acordo com a Nielsen Company, empresa global de informação, dados e medição, 84% dos consumidores tomam decisão com base nas opiniões de fontes confiáveis, acima de outras formas de publicidade.

Isso te lembra algo? Sim, os influenciadores, aqueles que viraram moda porque possibilitam uma ampla divulgação com menores orçamentos se compararmos às mídias tradicionais. Mas não estamos falando dos que estão cheios de seguidores – até porque nem sempre números e audiência definem um influenciador de fato.

Estamos falando de influenciadores que engajam o público, conhecem a persona e buscam melhores resultados para o cliente. Esse estilo de influenciador se incomoda com o perfil recheado de propaganda e busca sempre atrelar o marketing de conteúdo ao alinhamento estratégico que tem com a empresa.

Se a sua empresa já investiu alguns reais nesse tipo de serviço ou se você pensa em trabalhar com essa ferramenta de divulgação que tem sido útil para muitas marcas, acompanha essa leitura.

Primeiro, para identificar um influenciador, você deve saber:

Nem sempre ele está na TV e muito menos precisa ser “famoso”. Às vezes, um cliente com boa articulação, boas referências, que seja atuante nas redes sociais e, principalmente, tenha amigos que seguem os seus mesmos estilos pode ser um bom influencer, melhor até mesmo que o que aparece na TV, na carreata ou na ação comercial das lojas.

Segundo, números não significam resultados

Com certeza a primeira informação que você busca de um influencer digital quando pensa em contratar é a quantidade de seguidores. Definitivamente esse não é o detalhe mais importante. O ideal é observar de maneira mais atenciosa dados como gênero, faixa etária dos seguidores, tipo de conteúdo que costumam interagir mais e até mesmo os dias da semana que eles costumam estar mais conectados.

Claro que se o influencer tiver uma quantidade considerável de seguidores e um bom engajamento com o que pode ser a sua persona – modelo de cliente ideal do seu negócio – aí, é só correr para o abraço e esperar os resultados.

O importante é frisar que, acima dos números de seguidores, está o perfil de seguidor que esse influencer tem majoritariamente, bem como o engajamento.

Quero contratar, por onde eu começo?

A coisa mais importante que você deve ter em mente como empresário é saber que o influenciador está ali engajando pessoas com mensagens próprias. O público que consome é diretamente influenciado nas decisões de compra pelo estilo de vida, pelas histórias e não diretamente pela exposição de produtos. É aquilo que sempre dizemos: ninguém amanhece o dia disposto a entrar nas redes sociais para consumir produtos ou serviços.

O conteúdo focado em propagar pode até servir, mas não fideliza e nem mantém seguidor ativo, engajado.

Portanto, fornecer um layout de rede social para o influencer publicar na página pode ser muito menos vantajoso que ter ele consumindo o seu produto ou serviço no dia a dia.

Se não for possível criar uma relação de consumo, mas, ainda assim houver ligação entre o público que você busca e o que segue o influencer, encontre formas de tornar esse caminho o mais leve possível, como: envolvendo outros personagens consumidores – exemplo: familiares do influencer; incluindo ele em ações da empresa tendo-o como parceiro; fornecendo cupons exclusivos de desconto que funcionam como iscas.

Depois que você isso fizer sentido para você , alinhe as expectativas no que se refere à produção do conteúdo – se vai ter ou não a participação da sua empresa ou se é por conta do influencer, à quantidade de publicações, aos prazos e ao que você gostaria de evidenciar nas publicações.

Mesmo que o conteúdo saia de forma mais natural, o influencer é um profissional que precisa ter criatividade para adequar o que a empresa precisa.

Calendário de temas

Monte o calendário de temas e comece a acompanhar o quanto o seu perfil cresce a cada publicação, quais horários têm sido mais satisfatórios, quantas pessoas estão engajadas no processo de compra após cada publicação.

Se for lançar uma promoção em parceria com a influencer, como voucher promocional ou cupom de desconto, não esqueça de preparar estoque e atendimento para não frustrar o seguidor.

O trabalho com influencer digital é como toda relação profissional, deve ter confiança e proximidade. Seja sincero com as suas avaliações e coloque sempre as opiniões nas reuniões de planejamento. Assim, ambos saberão exatamente aonde querem chegar e como podem contribuir para isso. 

Comentários (2)

  • Massa, que legal isso. E como é difícil vencer a cultura do like e seguidores. Tem pessoas que não endentem que posicionamento de marca, engajamento, conteúdo, comunidade e autoridade nem sempre é proporcional ao número de seguidores

    Alana Reis
    Responder
    • Sim, Alana. E é um papel nosso provar isso. 🙂

      Luana Leão Lobo
      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Shopping Cart

Newsletter

Consultoria em Comunicação

Publicidade

Marketing Digital